Carregando... Aguarde...

Tecnologia de Ponta

No momento em que se propõe a elaborar vinhos diferenciados, a Vitivinícola Cordilheira de Sant'Ana aceita o desafio de buscar soluções modernas e, ao mesmo tempo, respeitar a cultura e as tradições na elaboração de vinhos.

Neste sentido, todos os esforços foram empregados na busca pela perfeição. E o “Estado da Arte” se fez necessário.

Tanto as condições que envolvem os cuidados com a produção da uva, que podem ser apreciados no link “Terroir Palomas”, quanto àquelas que estão intimamente ligados à elaboração do vinho, são considerados tecnologia de ponta.

 Os equipamentos utilizados na adega, tais como  desengaçadeira, prensa pneumática, filtros,  bombas e trocador de calor foram construídos em  aço inoxi-dável para garantir a completa  sanitização e assepsia.

 Os tanques da adega, na sua totalidade, também  são de aço inoxidável, com cintas para  refrigeração. Sensores de temperatura, ligados a  válvulas solenóides, controlam automaticamente  a entrada de líquido refrigerante nas cintas de  refrigeração. Isto significa que a temperatura  determinada pelo enólogo, seja para a  fermentação, debourbage, clarificação,  estabilização ou estocagem, sempre será    cuidadosamente respeitada.

 Além disso, o processo de elaboração de vinhos  tintos, os quais necessitam fermentar na presença  do bagaço com o objetivo de extrair taninos e matéria corante, é feito através de tanques fermentadores com sistema de remontagem automático e computadorizado. A mistura da massa sólida com o líquido se dá através de um sistema de remontagem, constituído de bomba, tubulação e de um êmbolo para afundar o chapéu de cascas e mantê-las em contato com o líquido durante o período de maceração.
Neste ponto, há que se respeitar o trabalho do enólogo, que é quem determina, para cada tipo de vinho, os tempos de remontagem e maceração, bem como a quantidade de vezes que se vai realizar a desestruturação mecânica da fase sólida, de forma a assegurar uma melhor extração e uma melhor qualidade dos polifenóis.

As leveduras utilizadas na fermentação são cepas pesquisadas, selecionadas e reproduzidas em grandes laboratórios internacionais. O mosto de cada variedade diferente de uva, de acordo com o estilo de vinho que se quer produzir, é inoculado com a cepa que, além de atuar como agente de transformação dos açúcares naturais em álcool, tenha também a capacidade de preservar e extrair características importantes, tais quais os aromas varietais. A formação de substâncias que confiram ao vinho complexidade aromática e sabores secundários, produzidos durante o processo de fermentação é outro objetivo quando da utilização destas leveduras.

O enchimento e arrolhamento das garrafas são feitos através de um monobloco construído em aço inoxidável, ultramoderno, cujo funcionamento foi concebido para evitar oxidações do líquido, eliminando o ar entre a rolha e o vinho, garantindo um nível de enchimento homogêneo e total assepsia do processo.

 Neste universo tecnológico, também há espaço  para a cultura milenar da elaboração de vinhos,  onde a busca de sabores complementares àqueles  definidos pela natureza é um ponto  importantíssimo. Referi-mo-nos a ação do  carvalho sobre o mosto em fermentação ou sobre  o vinho em maturação. E eis aí a cave, com seus  barris de carvalho e seu espaço disponível com  temperatura adequada para que o vinho possa  descansar após o seu engarrafamento.

 Também respeitamos as tradições ao manter  padrões de embalagens reconhecidos em todo o  mundo, apresentando cada um dos nossos vinhos  nas garrafas cujos formatos indicam a origem das  uvas: garrafas do estilo bordaleza (de Bordeaux)  para Cabernet e Merlot, do tipo burgundy (de Chablis) para Chardonnay e renana (da Alsácia) para Gewurztraminer. Nos nossos rótulos, o consumidor vai encontrar, além do ano da colheita, uma pequena descrição, detalhando as características do vinho elaborado.

Permeando todo o processo, encontramos um moderno sistema de Controle de Qualidade, cujo laboratório de análise sensorial e de parâmetros físico-químicos do vinho encontra-se equipado para acompanhar todos os passos na busca de um produto de excepcional qualidade, que nos surpreenda a cada nova colheita.