Vista de Palomas

A Vitivinícola Cordilheira de Santana, Adega Regional de Vinhos Finos, tem o privilégio de cultivar seus próprios vinhedos, localizados em Santana do Livramento, região reconhecidamente apropriada para o desenvolvimento de castas de uvas nobres. A produção dos vinhos reúne a profunda experiência de seus enólogos às mais modernas tecnologias de elaboração.

A escolha da região de Santana do Livramento, ao sul do estado do Rio Grande do Sul, tem uma motivação técnica própria. Essa região fica localizada no paralelo 31º, o mesmo de regiões produtoras de vinhos na Argentina, África do Sul e Austrália, países que produzem vinhos de excelente qualidade.

Verificou-se que a região oeste-central da fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai, representada, meteorológicamente, pelas localidades de Santana do Livramento e Bagé, apresenta o melhor conjunto de condições climáticas para a produção de vinhos finos, no Rio Grande do Sul.


Pessoal técnico altamente treinado

Uma vantagem da região oeste-central do Rio Grande do Sul, especialmente Palomas, é a sua continentalidade que, aliada a uma atmosfera límpida (em virtude da baixa umidade relativa do ar), determina maior amplitude térmica diária da temperatura, (diferença entre as temperaturas mínima e máxima). Tudo isso, juntamente com a maior insolação, favorece a fotossíntese líquida, determinando maior teor de açúcar da uva.

Assim sendo, o solo arenoso e a pouca precipitação de chuvas, características favoráveis ao plantio, já despertaram a atenção de muitas empresas que têm deixado a serra gaúcha, a principal região produtora de uvas do país, para regiões próximas, como Bagé e Pinheiro Machado. Na região de Santana do Livramento, mais precisamente em Palomas, também está instalada a Vinícola Almadén, há mais de 25 anos.

Vitivinícola
Cordilheira deSant'anna